60% (sessenta por cento) dos negócios da Microsoft estão agora fora dos EUA

msn1.jpg 

Está ficando cada vez mais clara a origem da robustez do sucesso recente da Microsoft, e porque ela não tem se abalado pela crise financeira dos EUA: 60% (sessenta por cento) dos seus negócios estão fora dos EUA.

Foi o que afirmou recentemente Christopher Liddell, o chief financial officer da Microsoft, ou seja, o manda-chuva das finanças desta empresa.  E ainda disse mais: “We have not seen any significant spillover for an economic slowdown in the U.S.” (Nós ainda não vimos qualquer transbordamento significativo para uma redução da atividade econômica nos EUA).

Ou seja, sua estratégia de ser, desde a fundação, uma empresa global (da Economia Real), criando e ajudando a desenvolver uma indústria (real de produtos e serviços) global (como é a de software e serviços), possibilita a ela esta “blindagem” dos efeitos deletérios que a atual crise financeira vem causando principalmente ao mercado americano.

Mas será que outras empresas da economia real, que também são globais, estão com esta mesma “blindagem” da Microsoft?  Eis aí uma boa pergunta!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: